Substâncias psicoativas e dicas de redução de danos

postado em: blog | 1

A Redução de Danos é uma ética de cuidado frente ao fenômeno das drogas que visa minimizar danos sociais e à saúde associados ao uso de substâncias psicoativas.

No Brasil, a redução de danos data do final da década de 80 com a troca de seringas usadas por estéreis nas cenas de uso de drogas injetáveis para conter a disseminação de HIV/aids, já que o compartilhamento de seringas era uma prática constante. O É de Lei é uma organização da sociedade civil que trabalha na lógica da redução de danos, principalmente em contextos de maior vulnerabilidade.

Não há uma fórmula a ser seguida quando o assunto é redução de danos. Estratégias utilizadas na década de 80 para o cuidado no uso de cocaína injetável, hoje são constantemente repensadas com o aumento da popularidade de outras drogas, mudanças nos hábitos de uso etc. Isso só é possível a partir de uma construção entre trabalhadores, trabalhadoras, usuários e usuárias.

A invenção e a criatividade são princípios organizadores da atuação a partir da RD, além de despir-se de normas, proibições, moralismos, cuidar e estar junto de quem quer falar sobre o seu uso.

O ResPire é a frente do É de Lei que atua em contextos de festas e possui uma série de folders informativos sobre substâncias e dicas de redução de danos.  Confira abaixo os materiais:

Álcool

Cocaína

LSD

GHB

Ketamina

Inalantes

Maconha

MDMA

Plantas de Poder

Poppers

 

Atenção! O uso, porte ou comércio de drogas estão sujeitos às penas de acordo com a lei vigente. Informe-se sobre a lei 11.343 de 2006. Saiba, esta lei é imprecisa e não estabelece uma quantidade que diferencie uso de tráfico!

  1. Fredson Santana
    | Responder

    Bom artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *