O É de Lei considera fundamental ampliar o debate e a troca de experiências práticas e teóricas no campo da redução de danos e desta forma, organiza eventos técnicos e científicos sobre drogas e redução de danos, participa de programas de estágios de universidades e colabora com pesquisas científicas.

Além disso, a partir da experiência do É de Lei na abordagem em redução de danos, sobretudo em contextos de vulnerabilidade, e pelo compromisso ético e político de promover o cuidado em saúde e a garantia de direitos para usuários e usuárias de drogas, o núcleo de Ensino e Pesquisa oferece:

Curso interdisciplinar de aperfeiçoamento “Drogas e Contexto: A redução de danos na prática”
O curso aborda o debate contemporâneo sobre drogas, partindo de um breve histórico e as atuais políticas de drogas, para introduzir reflexões acerca do manejo, cuidados e práticas na perspectiva da redução de danos. Dirigidas a profissionais e estudantes com interesse no tema, as aulas são dinâmicas, dialogadas, abertas a discussões de casos e reflexões coletivas das práticas cotidianas.

Prevenção na perspectiva da redução de danos e Juventude
O tema drogas é muito recorrente para qualquer espaço que trabalha com juventude, pois é nesse período da vida que os sujeitos buscam sua autonomia e se diferenciar em relação à família, “momento de experimentações e exploração do mundo”. Pensar uma prevenção fundamentada no cuidado ético e dentro das limitações do possível que cerca o universo juvenil é um desafio para profissionais que atendem esse público. O curso pretende construir reflexões e estratégias de prevenção e cuidado junto a profissionais na perspectiva da redução de riscos, responsabilidade e autonomia.

Formação breve e intensiva para equipes de serviços da rede intersetorial de atenção ao usuário de drogas em contexto de vulnerabilidade
A partir da discussão de temas como Drogas, Redução de Danos, Prevenção, Situações de Vulnerabilidade e Direitos Humanos, esta formação busca auxiliar o serviço e seus profissionais a compreenderem a maneira como as drogas atravessam suas práticas e estão presentes no contexto do público atendido bem como desenvolver estratégias adequadas para lidar com estas situações.

Supervisão Clínico-Institucional
O espaço de supervisão clínico institucional é ao mesmo tempo um espaço de cuidado e fortalecimento da equipe e de desenvolvimento de ações. A partir da fala aberta, mediada por um supervisor de fora da equipe, procura-se encontrar o sentido do trabalho, a possibilidade de cuidados singulares e a identificação dos pontos de entrave nas dinâmicas internas e na rede.
Público alvo:

  • Equipes de serviços e instituições
  • Grupos de Supervisão para profissionais


Consultoria para municípios
As questões associadas ao consumo de álcool e outras drogas principalmente o crack, têm ganhado destaque na mídia, nas discussões políticas e causado grande preocupação em uma parcela significativa da sociedade. Existe grande complexidade em muitas das situações em que o uso de drogas está presente, e enorme dificuldade em se encontrar respostas satisfatórias. O Brasil, com histórica carência de políticas públicas para a área, vem desenvolvendo novos serviços, programas e políticas para cuidar da população atingida pelas problemáticas associadas ao uso de drogas. Bons exemplos das novas políticas para a área são o Consultório na Rua, CAPS-ADIII 24hs, Unidades de Acolhimento Transitório ou Repúblicas Jovens.

O É de Lei oferece desde breves consultorias para gestores públicos até o acompanhamento para implementação de políticas e ações que busquem trabalhar na perspectiva da redução de danos. Dessa maneira contribuímos em processos de articulação, qualificação e fortalecimento da rede intersetorial.

Consultorias para empresas e sindicatos
O uso de drogas, sejam lícitas ou ilícitas, não é privilégio de determinada faixa etária, sexo ou gênero, pois está presente em toda a sociedade há muitos séculos. Uma empresa responsável preza pela saúde e bem estar de seus colaboradores e suas colaboradoras dentro e fora do expediente de trabalho. Colaboramos como mediadores para abordagem da prevenção em uma perspectiva moderna e respeitosa para o ambiente de trabalho. Oferecemos consultorias de apoio para desenvolvimento de campanhas institucionais, workshops e acompanhamento de casos individuais.

Grupo de Estudos Arte, Saúde e Cultura
O grupo tem como objetivo discutir experiências culturais e artísticas que se avizinham com práticas sociais e de saúde ou que lidam com a população atendida nesses serviços. Trabalharemos a partir de referências práticas e conceituais produzidas nesse campo de interface atreladas à experiência dos participantes.

Confira outros temas abordados nos cursos e capacitações:

  •      História das drogas
  •      Política de drogas
  •      Legislações: histórico e atualidade
  •      Uso de drogas em contexto de proibição
  •      Fatores culturais envolvidos no consumo de drogas
  •      Multicausalidade do uso de drogas e determinantes sociais do consumo problemático
  •      Sociedade de consumo e consumo de drogas
  •      Redução de danos: histórico
  •      Redução de danos: conceitos gerais e estratégias para diferentes drogas e diferentes usos
  •      Redução de danos na perspectiva de ações culturais
  •      Redução de danos em contextos de festas
  •      Redução de danos e juventude
  •      Redução de danos, Direitos Humanos e educação popular
  •      Redução de danos e prevenção
  •      Redução de danos e tratamentos
  •      Redução de danos e abordagem de rua
  •      Estigma e preconceito.
  •      Situação de rua e vulnerabilidade
  •      Crack: a pedra e seus usos
  •      Diagnóstico do território e articulação da rede
  •      Discussão de casos e da formas de atuação

 

Quem contratar uma de nossas capacitações? Envie um email para ensinoepesquisa@edelei.org