Manifestação do Centro de Convivência É de Lei sobre coronavírus e população em situação de rua

postado em: blog 0

Manifestação do Centro de Convivência É de Lei sobre
coronavírus e população em situação de rua


No último sábado, 21, o Centro de Convivência É de Lei realizou, em conjunto com diversas outras organizações, uma ação pedagógica na Cracolândia. A ação foi mobilizada em três dias, visto o rápido crescimento da disseminação do coronavírus, e teve como objetivo  informar a população em situação de rua sobre os riscos e sintomas da COVID-19, e como se prevenir.

A ação só foi possível porque contamos com a arrecadação de itens de higiene e recursos financeiros doados por mais de 100 pessoas. Foram quase 300 kits distribuídos no território, além de material informativo voltado à população em situação de rua. Entre os itens dos kits estavam lenços de papel, álcool gel, sabonete, escova e pasta de dente, absorventes, fraldas e lenços umedecidos.

A ação foi fundamental para sentir o quanto informações essenciais para o cuidado básico com a saúde em tempos de pandemia não tem chegado às pessoas em situação de rua. Além disso, foi possível observar o quanto o poder público tem tido dificuldade em garantir acesso à prevenção e a direitos básicos, como água, com a ausência de intersetorialidade e de abordagem pelos poucos serviços de saúde e assistência que estão presentes na Cracolândia.

Entendemos a necessidade de concretizar estratégias e intervenções que tenham como objetivo garantir o acesso a pias, banheiros, alimentação e local para descanso, respeitando os direitos humanos de uma população que há muito tempo tem sido alvo de uma única política pública: as ações violentas das polícias.

Em respeito à quarentena decretada pelo estado até o dia 7 de abril, o É de Lei segue arrecadando apenas doações em dinheiro para que ninguém precise se deslocar até a sede da organização. Enquanto isso, pressionamos o governo para garantir tais direitos e elaboramos diferentes estratégias para dar continuidade às ações de prevenção após o período de quarentena.

Estamos de olho!


Durante a mobilização para a ação, o É de Lei também enviou um ofício à Subprefeitura em relação à instalação de torneiras e banheiros na região central. Continuamos aguardando a resposta e acompanhando as ações do poder público, como a instalação de novos centros de acolhida emergenciais, a instalação de pias e a distribuição de cestas básicas e itens de higiene, conforme foi declarado pela SMADS – Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, apesar de ainda não termos visto nada sendo concretizado.

 

Créditos da imagem: Pedro Santi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *