19 de agosto: Dia Nacional da Luta da População em Situação de Rua

postado em: blog 0

19 de agosto: Dia Nacional da Luta da População em Situação de Rua

Hoje, 19 de agosto, é Dia Nacional da Luta da População em Situação de Rua. Esse dia data o Massacre da Sé, quando sete pessoas foram brutalmente assassinadas, com golpes na cabeça, e outras foram feridas, enquanto dormiam em frente à Catedral Praça da Sé. Esse é um dia de memória, de reverência à resistência das pessoas que fazem da rua sua morada. Pessoas que muitas vezes passam invisíveis e muitas outras vezes vivem na mira da polícia e das ações genocidas do Estado.

Nossa cidade é a que tem a maior concentração de pessoas em situação de rua no Brasil: São Paulo tem mais pessoas morando na rua que população de 457 cidades paulistas. São mais de 24 mil de acordo com o último censo realizado em 2019, mas mais de 32 mil pessoas são estimadas de acordo com o Movimento da População em Situação de Rua e de Organizações da Sociedade Civil.

Não é à toa que nós, do É de Lei, uma das organizações que desde sempre se organizou pela, para e com a luta das pessoas que estão em situação de rua, temos nossa sede na Sé. Temos orgulho de ter como parceiras tantas pessoas, organizações, coletivos e movimentos que lutam pelas mesmas causas que nós, inclusive dentro do Comitê Intersetorial da Política Municipal para a População em Situação de Rua, que passamos a integrar em 2019.

Não há “atrativos” para que a população de rua se mantenha nessas condições, como afirmou a primeira dama do governo do estado de SP disse há algumas semanas. Essa fala só mostra como muitas das políticas governamentais estão distantes da realidade.

A Sociedade Civil Organizada a partir de Movimento e de Organizações reivindica todos os dias que os direitos dessa população sejam garantidos. Cuidado, saúde, assistência social, renda básica, habitação de acordo com as necessidades e as demandas trazidas por cada pessoa, o direito de poder estar na rua sem ser hostilizada, humilhada e violentada pelo Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *