Ação da campanha Acolha, Não Puna mobiliza debate sobre Redução de Danos e a PEC das drogas

postado em: blog | 0

Dia 26 de junho é marcado pela ONU como Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas. Dez anos depois, o dia também ficaria conhecido como o Dia Internacional de Apoio às Vítimas de Tortura. No entanto, o proibicionismo e a chamada “Guerra às Drogas” tem gerado consequências devastadoras para milhões de pessoas em todo o mundo, incluindo uma série de violações de direitos.  

Todos os anos, nesse mesmo dia, a campanha Acolha, Não Puna, organizada pelo International Drug Policy Consortium (IDPC), mobiliza o mundo todo em reação à data de combate ao abuso de drogas da ONU para construir alternativas sustentáveis, ​​que acabem com os ciclos de punição, estigmatização e marginalização de determinadas pessoas e que, em vez disso, promovam saúde baseada na redução de danos e direitos humanos.

Nos últimos 12 anos, a campanha mobilizou mais de 2.000 atividades em 125 países, uma demonstração de um compromisso global com políticas e práticas mais justas pautadas nos direitos humanos.

A ação global “Acolha, Não Puna” também nos lembra das diversas camadas do punitivismo, e nos provoca a refletir sobre o compromisso das sociedades perante às vítimas de violações de direitos humanos.

Em 2024, o Centro de Convivência É de Lei, a Conectas Direitos Humanos, a Reduc, a PBPD e a Fiocruz se juntaram para promover a campanha por meio de algumas ações realizadas ao longo do mês de junho.

No dia 16/06, durante a Marcha da Maconha de São Paulo na Avenida Paulista, já foram distribuídos materiais da Campanha e foi promovido o projeto fotográfico do Acolha. Não Puna, no qual as pessoas tiraram fotos com cartazes em apoio à campanha.

No dia 21/06, durante a Convivência do É de Lei no Museu da Língua Portuguesa, das 13h30 às 17h, será realizada uma ação de entrega de materiais, insumos de redução de danos, incluindo água, além de uma roda de conversa sobre a campanha e a importância da Redução de Danos para a garantia de direitos. 

Por fim, no dia 26/06, dia da ação global, será realizada um live no Instagram, às 19h, na qual será debatida a PEC das drogas e os riscos da sua aprovação para os direitos de todas as pessoas. 

Saiba mais sobre as organizações proponentes da ação em 2024:

Centro de Convivência É de Lei

Conectas Direitos Humanos

Reduc

Plataforma Brasileira de Política de Drogas

Fiocruz



Saiba mais sobre a campanha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.