Centro de Convivência É de Lei e “Que Droga É Essa?” lançam campanha de Redução de Danos para o carnaval 2020

postado em: blog | 0

A campanha “Cultive Cuidado, Colha Folia”, uma iniciativa do Centro de Convivência É de Lei, do programa “Que Droga É Essa”, do Justificando, e do fotógrafo Rafael Beraldo, foi lançada nesta quinta-feira, 13 de fevereiro, para incentivar o autocuidado no carnaval por meio que práticas de redução de danos.

A redução de danos é uma prática reconhecida pela Organização Mundial de Saúde e regulamentada no Brasil pela portaria nº 1.028, que visa minimizar danos sociais e à saúde associados ao uso de substâncias psicoativas. O carnaval, por ser um dos maiores eventos festivos do ano, também é uma ocasião em que o uso de drogas, lícitas e ilícitas, aumenta exponencialmente.

Por essa razão, a campanha reúne dicas de redução de danos relacionadas principalmente ao uso de álcool, uma das substâncias mais consumidas durante as festas de carnaval, além de tratar de temas como assédio, Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), saúde etc. 

Confira algumas dicas para curtir o carnaval sem preocupações:

-Se decidir usar, a ingestão de pequenas doses de uma substância é suficiente para conhecer os efeitos dela no seu corpo. Cada pessoa reage de uma forma. 

Observe seu estado de humor, o ambiente e se está com pessoas em que confia antes de usar qualquer substância psicoativa.

Respire! Uma pausa entre um uso e outro é sempre bom! 

Alimente-se bem! 

Hidrate-se constantemente!

Compartilhe a campanha no Instagram
Compartilhe a campanha no Facebook


Confira também os folders do É de Lei, com dicas específicas de Redução de Danos para cada substância. Clique nos nomes para acessar o material na íntegra!

Álcool
Cocaína
LSD
GHB
Ketamina
Inalantes
Maconha
MDMA
Plantas de Poder
Poppers

O programa “Que Droga É Essa?”, lançado no início de 2019, foca em dar um panorama histórico, social e químico sobre as drogas ilegais e legais mais usadas pela população. A iniciativa é um projeto dentro do Justificando, que visa ampliar o engajamento da população no debate e conscientização sobre o uso de drogas e políticas públicas, com uma narrativa antiproibicionista, pautada em estudos e ciência, contrastando com o usual sensacionalismo moralista da mídia convencional, trazendo informações científicas fidedignas com uma linguagem de fácil compreensão. 

Apoie o Catarse do programa e fortaleça a narrativa antiproibicionista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *